CoastWatch.... como vai a nossa costa?

No passado sábado dia 1 de Dezembro, mais um percurso à beira-mar foi percorrido e observado pela Gê-Questa, no âmbito do projecto Coastwatch, em conjunto com o Agrupamento 139 de escuteiros do Porto Judeu. O troço de costa em foco, entre a Baia das Caninhas e a Cruz do Canário na costa sul da Ilha Terceira, integra parte de uma Zona de Protecção Especial (ZPE) onde, infelizmente, existe deposição de bastante lixo doméstico, electrodomésticos e animais mortos ao longo da costa. Esta situação deve-se a uma grande falta de civismo de quem não respeita o ambiente e a comunidade. A fotografia ao lado mostra vários sacos de lixo doméstico depositados à beira da estrada, paralela à linha de costa, que os escuteiros indignados registaram no formulário correspondente à unidade de costa em observação.




O despejo de animais mortos, como o bezerro acima, é para além de algo muito feio um caso sério de saúde pública.





A descarga de entulhos também foi um aspecto negativo encontrado neste troço de costa, em especial perto da zona habitacional do Porto Judeu.



Em grande forma os escuteiros de várias idades, e super activos, palmilharam toda a costa e permitiram um excelente registo de dados para o projecto Coastwatch.

2 comentários:

ilhas disse...

fiquei preocupado com a situação da costa , porque por ai vivo, mas depois de indagar, informaram-me que a zona em pior estado, onde estavam animais mortos, é já em S. Sebastião e não no Porto Judeu. Independentemente de onde seja o que se constata é que coisas deste genero continuem a acontecer... Não sei se será necessário policiamento reforçado, ou outro tipo de vigilancia para que os prevaricadores possam ser castigados.

Anónimo disse...

este gajo que escreveu o comentário acima é um granda bronco e
é como a maior parte dos tugas, só está preocupado com oseu quintal, o resto que se lixe, o seu saloio porto judeu é que temd ee star limpo. Seja activo e envolva-se. A vigilancia é explicar aos sues filhos e seus ais que têm de ser menos porcos, não há vigilancia possivel para um pais de terceiro mundo que nada cumpre e até respira de alivio porque o lixo é mais lá para são sebastião. Voces tem de ensinar as pessoas, e esse bronco devia também pagar quota de associado