Festival NOVA TERRA realiza-se a 18, 19 e 20 Agosto 2017, no Forte Grande de São Mateus da Calheta




O Festival NOVA TERRA surge da organização de várias partes com a Gê-Questa – associação de defesa do ambiente, e pretende reunir pessoas num espaço de ar livre e elevado espírito de partilha, sem custos monetários associados, para realização de várias actividades, que vão desde Yoga, Meditação, Chi-kung, Workshop de alimentação vegetariana, Palestra sobre como reduzir o consumo de plásticos, Cosmética natural, Dança de re-conexão, Rodas de cantos e mantras, OM-chanting, Biotrocas, entre outros.
Também haverá espaço para exposição e venda de artesanato local, pelo que os interessados poderão contactar para eventosacores@gmail.com. 

Os momentos de refeição (almoço/jantar/lanche) serão feitos em modo de partilha, em que cada um poderá levar a sua refeição, preferencialmente livre de produtos provenientes de animais, e partilhar com o grupo.

O evento realiza-se na sede da Gê-Questa, no Forte Grande de São Mateus http://ge-questa.blogspot.pt/p/o-forte.html, um local de elevada beleza e valor arquitetónico, que oferece uma vista privilegiada sobre a freguesia e porto de São Mateus da Calheta. 
Poderá seguir as atualizações do evento na pagina de facebook em:
 https://www.facebook.com/festivalnovaterra/ 
ou através do blogue:
http://ge-questa.blogspot.pt/

O evento é gratuito, de acesso livre e não é necessária inscrição.
Basta aparecer! :)


Programa


 18 agosto 2017 (sexta-feira)

18:00 Abertura e Recepção
A organização do Festival terá para partilha com os participantes uma sopa, pelo que pode trazer a sua merenda e jantar connosco da Mesa da Partilha.


19:00 – 20:30
BUDANÇA – Dança de Expressão Livre Meditativa
Dança dedicada ao Corpo, Mente e Espírito que nos leva à Libertação de bloqueios energéticos e emocionais, para o Despertar e Harmonia do Ser em constante Mudança e sua Integração em Consciência com o Todo.
*com Ana Proença e José Branco

21:00 – 22:00
"RODA DE MANTRAS E CANÇÕES SAGRADAS"
Índia, América, África, Europa, Médio Oriente...
Se há algo em comum enquanto prática de celebração e comunhão nas comunidades espalhadas pelo mundo inteiro é a música. A música e o canto conectam-nos ao coração de uma maneira arrebatadora. A selecção de canções que fizemos para esta roda é muito especial e celebra a Paz, o Amor e a Mãe Natureza em muitas línguas…
As pessoas podem trazer os seus instrumentos para co-criarmos musica junto em volta da fogueira.
*com Pedro Paz

19 agosto 2017 (sábado)

 09:00 – 10:00
MOVIMENTOS DA NATUREZA | Chi Kung - a Arte da Saúde e da Longevidade
Através de exercícios simples de respiração que envolvem o corpo inteiro, vamos descobrir como a energia vital sempre flui unido os órgãos entre si, os músculos, tendões e ossos... e não só, unindo-nos também a tudo o que nos rodeia através do ar, da água, da comida e da luz do sol. E como não queremos apenas manter-nos vivos, mas sim viver em abundância energética e qualidade de saúde, podemos estimular esse fluxo, tomando consciência da nossa presença íntegra. As técnicas utilizadas nestas sessões são conhecidas por "Chi Kung", prescritas em Medicina Tradicional Chinesa. 
*com Pedro Paz

10:00 – 12:30
Workshop: Nova Alimentação
Somos o que comemos. Esta frase lembra-nos que a nossa alimentação não é uma mera forma de obter energia, mas define a forma como nos cuidamos e por consequência vivenciamos a experiencia da vida. Hoje, mais do que nunca, consciência da alimentação é tão importante. Nunca vivemos um tempo de tanta abundância, mas também de tanta adulteração daquilo que nos é oferecido como alimento. Pretendemos trazer novas abordagens de uma alimentação que nos sustente neste tempo de mudança. Uma alimentação consciente para cada um e para o planeta.
Durante workshop vamos viajar em diferentes abordagens da cozinha vegetariana, para criar pratos simples, rápidos e super nutritivos que sejam alimento para corpo e para o espírito.

12:30 – 14:00 | Pausa para Almoço
As refeições preparadas durante o workshop: Nova Alimentação serão partilhados com os participantes. Traga a sua merenda e partilhe connosco da Mesa da Partilha!

14:30 - 16:00
Como “desplastificar” as nossas vidas? – um tempo de partilha 
“Desplastificar” é perceber o porquê e a importância de recusarmos o plástico e como o podemos fazer em pequenos passos. O plástico foi uma grande invenção, no entanto, nunca como hoje, ouvimos falar tanto sobre a necessidade de recusarmos e reduzirmos o seu consumo.
Neste pequeno tempo e espaço pretendemos de forma interactiva e em partilha uns com os outros, perceber alguns dos mitos e verdades em torno do plástico, e perceber como o seu mau uso tem causado impactos irreversíveis ao nosso Planeta, à nossa casa. Durante a partilha falaremos de exemplos de alternativas sustentáveis, em substituição de certos produtos de plástico, mas só depois de percebermos o seu porquê.

*com Rute Rocha

18:00 – 19:00
OS 4 ESPAÇOS SAGRADOS DE UMA COMUNIDADE (palestra)
Em algumas antigas comunidades guardavam-se como sagrados quatro espaços de partilha. Eram estes 'a Assembleia' onde se tomavam decisões de grupo em unanimidade; 'a Oficina' onde se trabalhava em conjunto quer fosse a cavar a terra, a construir ou a aprender um ofício; 'a Celebração' onde todos se juntavam para cantar, dançar e brincar e 'o Círculo do Coração' onde todos se escutavam uns aos outros sem julgamento nem crítica em busca de entendimento mútuo, carinho e respeito.
*com Pedro Paz

19:00 – 20:00 | Jantar
A organização do Festival terá para partilha com os participantes uma sopa, pelo que pode trazer a sua merenda e jantar connosco da Mesa da Partilha!

20:00 – 21:00
"CÍRCULO DO CORAÇÃO" reconheço, agradeço, perdoo, amo...
Nestes tempos de grande mudança não nos resta alternativa a não ser aceitarmo-nos como somos, compreendermos o outro e, em solidariedade genuína, promover o Bem comum, sem pressa, sem controlo, sem esforço...
Abre o teu coração, conta o que sentes e verás que não estás sozinho, pois afinal somos muito mais parecidos do que recordamos uns dos outros...  O 'método' deste círculo é oriundo das tribos ancestrais da América Nativa e aplicado aos dias de hoje.  
*com Pedro Paz

21:00 – 22:00
Música Nova Terra – Jam (cocriar)
Roda de mantras e música. As pessoas podem trazer os seus instrumentos para co-criarmos musica junto em volta da fogueira.

20 agosto 2017 (domingo)

09:00 – 11:00
Sessão de YOGA ANAGATHAGAIA
Yoga significa união. É uma prática através da qual trabalhamos a consciência do corpo, da respiração (energia) e do momento presente, permitindo o encontro entre o corpo, a mente e o espírito. Yoga AnahataGaia surge de uma fusão de vários estílos de yoga, da ligação com a natureza e à energia do coração. Ela resulta do processo intuitivo e criativo da própria viagem interna da autora, é uma partilha de experiências para ajudar a  abrir o caminho de  auto-conhecimento e da nossa jornada de volta a casa, de volta ao Ser.
Na aula de Yoga AnahataGaia trabalhamos posturas de yoga, pranayama (respiração), movimento livre, auto-massagem, relaxamento e meditação. A aula é uma viagem que simboliza o fluxo da vida e da natureza.
*com Cecília Melo

11:00 – 12:00
OM-CHANTING
*com Janani Dasi e Deepak

12:00 – 13:00 | Pausa para Almoço
A organização do Festival terá para partilha com os participantes sala e sumos, pelo que pode trazer a sua merenda e almoçar connosco.

13:00 – 14:00
BIOTROCAS
BIOTROCAS é um evento que tem sido promovido pela associação Gê-Questa e que tem se destinado à troca de produtos hortícolas (de preferência biológicos) e outros produtos relacionados com práticas de vida sustentáveis, como por exemplo produção caseira de compotas, pão, pastas, curtumes, entre outros.  
Prevalece-se a troca de produto por produto, pela negociação pelas partes interessadas, sempre nume espírito de partilha e diversão! Também se partilham experiências e conhecimentos sobre receitas e práticas hortícolas.
Caso não se tenha nada para trocar, pode comprar com a tradicional moeda €. O importante mesmo é que não deixe de aparecer por causa disso!

15:00 – 17:00
"RECONNECT DANCE" - criação no 'aqui e agora'
A Arte regressa às pessoas! Cantar, dançar e expressar livremente é um direito e dever de todos, para sermos mais francos, mais autênticos, mais conscientes, mais fraternos. “Reconnect Dance” é uma viagem que tem levado muita gente há mais de 15 anos a sentir-se confiante no seu corpo e na sua sensibilidade, a sentir-se disponível para viver e criar, para Ser quem É, libertando-se das amarras e pressões inconscientes que ainda têm desde a inquisição e da época do industrialismo capital.
*com Pedro Paz

18:00 – 19:00
Palestra: Nova Educação

19:00 – 20:00 | Pausa para jantar
A organização do Festival terá para partilha com os participantes uma sopa, pelo que pode trazer a sua merenda e jantar connosco da Mesa da Partilha!

20:30 – 22:00
Som das Esferas (musica ao vivo)
*com João Pedro Leonardo
Encerramento com Rodas Sagradas, Mensagens da Alma e Observação de estrelas

O que trazer para o Festival?

A organização do evento terá todos os dias, uma sopa no jantar e saladas e frutas no almoço, por isso convida a todos a trazerem uma pequena merenda para comermos juntos, da Mesa da Partilha. Experimente trazer algo que não provenha de animais!
A musica, dança e partilha serão uma constante no Festival, pelo que convidamos os participantes a trazerem instrumentos para co-criarmos musica junto, bem como mantas e almofadas para sentarmos no chão à volta da fogueira.

Check-list:
Trazer para o evento:
- merenda para almoço/jantar/lanche (de algo que não provenha de animais)
- prato, copo e talheres (de preferência que não seja descartável)
- instrumentos para co-criamos musica juntos
- mantas e almofadas para sentar no chão
- roupa fresca confortável e agasalho para o cair da noite
- fato de banho, toalha e protector solar








Convocatória Assembleia Geral


Convocam-se todos os associados a participar na Assembleia Geral ordinária a realizar no dia 11 de Outubro de 2015 pelas 15:00 horas na sede, sita ao Forte Grande de São Mateus da Calheta - Angra do Heroísmo.
  
Ordem de trabalhos:

1 - Apresentação de listas e respectivo programa de intenções;
2 - Eleição de novos corpos sociais para o biénio de 2015/2017;
3-Outros assuntos.

As listas deverão ser submetidas por e-mail (gequesta@gmail.com) até 7 de Outubro de 2015.
  
Se à hora marcada não estiverem presentes o número de sócios suficientes para a Assembleia Geral, esta funcionará trinta minutos mais tarde com qualquer número de sócios.

O Presidente da Assembleia Geral

José Gaspar Rosa Lima


Assembleia Geral



Convocam-se todos os associados a participar na Assembleia Geral ordinária a realizar no dia 22 de Fevereiro de 2015 pelas 15:00 horas na sede, sita ao Forte Grande de São Mateus da Calheta - Angra do Heroísmo.



Ordem de trabalhos:

1-Apresentação de relatório de actividades e de contas;
2-Eleição de novos corpos sociais para o biénio de 2015/2017;
3-Outros assuntos.




As listas deverão ser submetidas por e-mail (gequesta@gmail.com) até 15 de Fevereiro de 2015.



Se à hora marcada não estiverem presentes o número de sócios suficientes para a Assembleia Geral, esta funcionará trinta minutos mais tarde com qualquer número de sócios.

O Presidente da Assembleia Geral

José Gaspar Rosa Lima


ONU confronta as causas do Aquecimento Global

A UNEP (United Nations Environment Programme) é uma agência das Nações Unidas que coordena as  actividades ambientais e assiste países em desenvolvimento na implementação de políticas e práticas ambientais.

http://www.unep.org/default.asp )

As suas actividades cobrem assuntos variados que dizem respeito à atmosfera, a ecossistemas marinhos e terrestres, governo ambiental e economia verde.
A UNEP teve um papel significativo:
No desenvolvimento de convenções ambientais internacionais;
Na divulgação da ciência e informação ambiental, ilustrando como estas podem ser implementadas com políticas;
Assistindo o desenvolvimento e a implementação de políticas com governos nacionais, instituições regionais e organizações ambientais não governamentais.
A UNEP também se mantêm activa com o subsídio de projectos de desenvolvimento relacionados com o ambiente.

Em Junho de 2010, o Painel Internacional da Gestão Sustentável de Recursos da UNEP publicou o relatório  "Assessing Environmental Impacts of Production and Comsumption" que declara a necessidade de uma mudança global de dieta (para uma alimentação não derivada de produtos animais) de modo a salvar o mundo da fome mundial, da escassez de combustíveis fósseis e dos impactos mais alarmantes do aquecimento global.
Com as previsões do aumento populacional para 9.1 mil milhões de habitantes até 2050, os gostos ocidentais de uma dieta rica em carne e produtos derivados de animais torna-se insustentável.

O relatório declara que ''As expectativas dos impactos da agricultura são o seu aumento substancial devido ao crescimento populacional aumentar o consumo de produtos animais. Ao contrário dos combustíveis fósseis, é difícil encontrar alternativas: as pessoas têm que comer. A redução significativa dos impactos só será possível com uma mudança global de dieta para alimentos não derivados de animais.''

O professor Edgar Hertwich, autor principal do relatório afirma que ''Os produtos animais causam mais danos que minerais de construção (produção) como a areia ou cimento, plásticos ou metais. A biomassa e a colheita para alimentação animal são tão destrutivas como (queima de) combustíveis fósseis.''
O painel de cientistas catalogou produtos, recursos, transporte e actividades económicas de acordo com os seus impactos ambientais. A agricultura está a par com o consumo de combustíveis fósseis devido ao facto dos dois aumentarem exponencialmente com o aumento do crescimento económico.

A agricultura, particularmente a pecuária e os seus derivados, representa o consumo de 70% da água potável, 38% do uso de terras e 19% das emissões globais de gases de efeito estufa (dos quais 44% é na forma de metano)

No ano 2009 a Organização de Agricultura e Comida das Nações Unidas declarou que a produção animal terá de aumentar em 70% ate 2050 para alimentar as gerações futuras. O painel diz também que a eficiência da agricultura será soterrada com o aumento da população.

Para uma leitura mais aprofundada do relatório encontre aqui a versão PDF:
http://www.greeningtheblue.org/sites/default/files/Assessing%20the%20environmental%20impacts%20of%20consumption%20and%20production.pdf )

e para mais informação adicional:
Abordagem às mudanças climáticas através da pecuária - FAO (Organização de Agricultura e Comida das Nações Unidas)
http://www.fao.org/docrep/018/i3437e/i3437e.pdf )